+55 (11) 5183-5187  ou  5183-5096

contato@boog.com.br

Posts Relacionados

  • Eu preciso de Coaching?Eu preciso de Coaching?
    Gustavo G. Boog (*) O Coaching está cada vez mais difundido, e no turbulento mundo das organizações cada vez mais pessoas precisam desse tipo de serviço. Mas, na profusão de ofertas que existem nessa...
  • Trinta anosTrinta anos
    Em abril de 1983 eu decidi criar a consultoria. Eu já havia trabalhado na COMASP (hoje SABESP), no Grupo Villares e no CNEC, empresa de engenharia do Grupo Camargo Corrêa, com uma carreira paralela no...
  • Cuidar de mim ou cuidar dos outrosCuidar de mim ou cuidar dos outros
    Cuidar de mim ou cuidar dos outros Gustavo G. Boog Todos nós, humanos, estamos muitas vezes entre duas polaridades: cuido de mim ou cuido do outro? A sensação é que uma opção exclui a outra: se invi...

Pensamentos sobre favas contadas

Arquivo em: Uncategorized — admin @ 1:35 pm October 17, 2013

Gustavo G. Boog (*)

Tem certas coisas que são tão naturais para nós, que não as valorizamos. Hoje cedo fiz um exame clínico que exigia jejum. E logo cedo não pude ter meu café, pão e frutas. Isso para mim é natural, mas me fez uma falta danada ao não poder comer logo cedo. E fiquei pensando o quanto o café matinal é bom e gostoso, e o quanto eu não o valorizo. Parece que só quando ele falta eu o valorizo. E em minhas reflexões pensei em quanto coisa parecida. Você valoriza o ar sob pressão nos pneus de teu carro? creio que não, mas quando um pneu fura quanta falta faz esse ar. E quando vamos ao dentista e ficamos com a boca seca. A saliva é algo tão natural que só é valorizada quando falta. Tem gente que trabalha em empresas que fornecem refeições, seguro, plano médico e treinamentos. Isso é considerado nada mais que a obrigação. Mas, quando a pessoa sai da empresa e tem que pagar de seu próprio bolso, aí diz: “eu era feliz e não sabia”. E assim é com gente querida, com a saúde, com as coisas que consideramos como “favas contadas”. Vou prestar mais atenção e ser mais grato ao que tenho, para valorizar mais o presente, e não o que falta.


Gustavo Boog(*) Gustavo G. Boog é coach e Diretor do Sistema Boog de Consultoria. Site:
www.boog.com.br  Fone: + 55 11 5183-5187

Gostou desse artigo? Recomende para seus conhecidos e compartilhe no Facebook

Você tem um caso de coaching que gostaria de apresentar? Envie para gustavo@boog.com.br

Posts Relacionados

  • Eu preciso de Coaching?Eu preciso de Coaching?
    Gustavo G. Boog (*) O Coaching está cada vez mais difundido, e no turbulento mundo das organizações cada vez mais pessoas precisam desse tipo de serviço. Mas, na profusão de ofertas que existem nessa...
  • Trinta anosTrinta anos
    Em abril de 1983 eu decidi criar a consultoria. Eu já havia trabalhado na COMASP (hoje SABESP), no Grupo Villares e no CNEC, empresa de engenharia do Grupo Camargo Corrêa, com uma carreira paralela no...
  • Cuidar de mim ou cuidar dos outrosCuidar de mim ou cuidar dos outros
    Cuidar de mim ou cuidar dos outros Gustavo G. Boog Todos nós, humanos, estamos muitas vezes entre duas polaridades: cuido de mim ou cuido do outro? A sensação é que uma opção exclui a outra: se invi...

Bookmark and Share



Arquivos
Nuvem de Tags