+55 (11) 5183-5187  ou  5183-5096

contato@boog.com.br

PROBLEMAS OU PROJETOS?

 Gustavo G. Boog(*)

Em tempos de crises e de mudanças profundas o que mais se ouve são frases do tipo: eu estou com um problema ou tenho que resolver urgentemente um problema. Nossa querida e tão citada terapeuta Cynthia A. K. Scherer, disse uma vez com muita sabedoria que devemos mudar a palavra “problema” por “projeto”. Parece apenas jogo de palavras, mas vamos ver que a perspectiva muda totalmente.

Um problema usualmente está ligado a um clima emocionalmente carregado, gerando stress. Um problema é algo que aconteceu e não deveria ter ocorrido.  É algo que deveria estar funcionando e quebrou. E assim, eu, que gostaria de estar dedicando meu tempo para outra coisa, tenho que parar tudo para “resolver um problema”. Tenho que compulsoriamente “consertar” aquilo que está “quebrado”. Tenho que colocar na rota aquilo que está desviado.

Gosto de um exemplo que aprendi num curso Kepner Tregoe nos idos de 1970. É uma metáfora que desvenda nossa postura frente aos problemas. Imaginem que eu tenho uma torneira em minha casa, e ela começa a pingar muito, desperdiçando enormes quantidades de água. Como resolver este “problema”? Há diversas alternativas, tais como:

  • Ignorar o vazamento e deixar como está
  • Colocar um balde embaixo da torneira e ir trocando de tempos em tempo
  • Colocar um tubo que desvie a água para outro lugar
  • Fechar o registro de água da casa
  • Eu pessoalmente consertar a torneira
  • Trocar a torneira inteira por outra igual
  • Trocar por uma torneira de melhor qualidade
  • Contratar um encanador para realizar o serviço
  • Verificar um eventual excesso de pressão da água no encanamento

Algumas destas opções atacam os efeitos, outras não fazem nada e outras ainda vão às causas. Elas podem ser realizadas de forma isolada ou combinada, com prioridades diferentes: na emergência coloco o balde ou fecho o registro (efeito), depois vou à loja e troco a torneira (causa) e posso posteriormente verificar o excesso de pressão (causa primeira).

O dicionário define problema como questão não sabida e que é objeto de discussão, em qualquer domínio de conhecimento; qualquer questão que dá margem a hesitação ou perplexidade, por difícil de explicar ou resolver. Tudo é negativo nos problemas!

Quando mudamos problema por projeto, o estado de espírito muda. Trocamos a recriminação de algo que “deu errado” por “vamos construir algo novo”. Eu troco o “consertar” por “cuidar”. Eu transformo o problema da torneira num projeto de assegurar um bom abastecimento de água para minha casa, ou ainda cuidar deste líquido tão precioso à vida. Se nos valermos da colocação que “tudo está perfeito, exatamente do jeito que está agora”, veremos que há uma razão de ser para tudo o que acontece conosco. Nós somos 100% responsáveis pelos acontecimentos que nos afetam, e sempre há uma lição a aprender.

A palavra “projeto” significa lançado para diante; idéia que se forma para executar ou realizar algo, no futuro: plano, intento, desígnio. Se ampliarmos nossa visão de tempo, e colocarmos nossos “projetos” num “processo”, que é uma seqüência de estados de um sistema que se transforma e evolui, veremos resultados muito mais compensadores.

Você tem problemas, projetos ou processos? Esta troca de percepção é poderosa! Sugerimos que dedique tempo para responder e refletir sobre as questões abaixo. Sugiro que anote suas respostas e as reveja de tempos em tempos: 

  • Como reajo às adversidades, dificuldades e desvios que ocorrem? Para mim eles são “problemas” ou “projetos”?
  • O que devo fazer para transformar “problemas específicos” em “projetos específicos”?
  • Há um “processo” ocorrendo por detrás de tudo isto? Qual é a visão de futuro que quero alcançar? Como você descreve o processo e a visão?

 (*) Gustavo G. Boog é Consultor e Terapeuta Organizacional, conduzindo projetos de elevação da competência pessoal, grupal e empresarial. Fone (11) 5183-5187 E-mail contato@boog.com.br Siteswww.boog.com.br www.ecotraining.com.br

 

Ver Todos os Artigos

SOLICITE ATENDIMENTO


captcha