+55 (11) 5183-5187  ou  5183-5096

contato@boog.com.br

O LÍDER QUE FAZ A DIFERENÇA – PARTE 1

 Gustavo G. Boog

Liderar significa agir no mundo, que é um lugar para ser transformado pelas ações que deflagro. É assim que pensam os líderes, em especial os com traços de “guerreiro”. Mas os tipos rei, mago e amante também tem suas responsabilidades de liderança.

Liderar é uma competência gerencial, em que o líder conduz sua equipe ao atingimento de resultados, num clima motivador ao desempenho e com abertura para a inovação e flexibilidade. Liderar também significa assumir a iniciativa, ousar, agir e dar o exemplo. Estas são tipicamente características YANG (*). Liderar significa também construir relações interpessoais, criar um clima de motivação e desenvolvimento, usar adequadamente o poder, delegar, manter-se sereno (no stress). Estas por sua vez são tipicamente características YIN (*).

Vamos resgatar uma famosa oração, que tem muito a ver com a liderança: “Senhor, me dê a coragem de mudar o que precisa ser mudado, a humildade de aceitar aquilo que não pode ser mudado, e a sabedoria de diferenciar uma coisa da outra”.

Se analisarmos esta oração, veremos que ela tem três dimensões:

  • A situação: pode exigir ações para que mudanças e transformações ocorram, ou pode exigir silêncio e aceitação do estado atual
  • Minha disposição pessoal: estou disposto a agir e provocar mudanças, ou estou disposto a aguardar e aceitar
  • A sabedoria: usar a energia correta para a situação correta

Integrando estes elementos temos:

A situação exige  silêncio e aceitação

A situação exige ações

Eu estou disposto a agir e mudar

Minhas ações vão ser inadequadas e negativas

Eu  posso fazer a diferença se eu agir.Teremos sucesso pois há um encontro de oferta com demanda de ações

Eu estou disposto a aguardar e ficar quieto

Eu  posso fazer a diferença se eu ficar quieto.Teremos sucesso pois há um encontro de oferta com demanda de “não ações”

Minha omissão caracteriza uma postura de medos e temores

 

A lição de liderança que podemos tirar deste quadro é que nem sempre a ação é adequada, assim como nem sempre a “não ação” é a melhor alternativa.

A competência da liderança está muito relacionada com as características pessoais da coragem, do responsabilizar-se, do ter auto – estima, do estar harmonizado, do aceitar, do ser paciente e ser humilde. As características Yang devem estar equilibradas com as Yin. Quando isto não ocorre, surgem os “exageros”, mostrados a seguir:

 

Exagero do Yang: o tirano Exagero do Yin: o capacho
   Coragem Sua coragem  e propensão a riscos é irrealista, beirando a insensatez (eu posso tudo). Invade o limite dos outros. Seu foco é tão centrado que não percebe o entorno Basicamente inseguro e medroso. Não quer assumir nenhum risco. Sua omissão faz com que seus limites sejam invadidos
Responsabilizar-se Sente-se tão responsável pelas suas tarefas que esquece de delegar e de contar com os recursos de sua equipe Tendência de dividir e diluir as responsabilidades. Ao invés de delegar claramente, “passa o abacaxi” (abandona)
   Auto-estima Sua insegurança o leva a  cortar o diálogo. Exige demais de si mesmo e dos outros. Não expressa suas emoções nunca Sua insegurança o faz sempre buscar a opinião dos outros; não se posiciona claramente
Estar harmonizado Excesso de stress, não relaxa, não celebra os feitos, sempre cobra   Apesar de não aparentar, tem excesso de stress. Também não celebra e nunca cobra
 Aceitar, ser paciente Não tem paciência, sempre apressado e atropelando os outros. Busca a uniformidade e teme a diversidade Tende a aceitar tudo, e acaba não cumprindo o prometido. Sua tolerância é exagerada
 Ser humilde Tende à arrogância (eu sei tudo, eu sei fazer melhor que os outros). Pouca disposição de ouvir, de aprender  e de lidar com mudanças Sua atuação é de submissão e conformismo. É um “capacho” para os outros

Para ser um líder efetivo, quer em posições de chefia ou não, o equilíbrio entre a “ação” e a “não ação”, entre o Yang e o Yin se faz fundamental. É o indispensável balanço que deve haver entre o líder assumir pessoalmente a condução de um projeto com o abrir o espaço para o florescer dos talentos e o desenvolver das competências de sua equipe. Este é o líder que faz a diferença!

(*) O taoísmo classifica as energias em Yang e Yin. Vide o livro “Faça a Diferença!” para maiores detalhes

 

 

Teste: Que tipo de líder sou? 

Baseado nas descrições acima e tomando como referência seus comportamentos mais freqüentes, avalie sua atuação colocando um “x” na coluna que melhor reflete sua forma de agir:

Exagero do Yang  Equilíbrio Yang – Yin Exagero do Yin

Coragem

Responsabilizar-se

Auto-estima

Estar harmonizado

Aceitar, ser paciente

Ser humilde

Que conclusões você tira da tabela acima? Há algo a ser melhorado no seu comportamento de liderança? Qual é seu plano de ação?

 

Gustavo G. Boog é Diretor da Boog & Associados, é Consultor e Terapeuta Organizacional. Autor de diversos livros de gerência, desenvolvimento de pessoas e uso de Terapias Naturais nas organizações.

 

Ver Todos os Artigos

SOLICITE ATENDIMENTO


captcha