+55 (11) 5183-5187  ou  5183-5096

contato@boog.com.br

JUSTIÇA

Gustavo G. Boog

 Maria Amália Bernardi, num artigo publicado no jornal Valor Econômico, trás interessante e oportuna reflexão sobre a justiça, que, segundo ela, deve começar no local de trabalho. Inspirado nesta matéria queremos aprofundar o tema da justiça. A WBA-World Bussines Academy preconiza que as empresas são as instituições mais poderosas do planeta, e que é nelas que está ocorrendo e se espalhando um profundo e intenso processo de transformação, que se espalha pelo planeta.

 

Maria Amália propõe algumas regras baseadas no “não faça…”. Pessoalmente prefiro uma diretriz que diga o que podemos e devemos fazer para promover mais justiça no ambiente de trabalho, onde passamos a maior parte do nosso “horário nobre” da vida. A cumprimento e a promoção destas diretrizes é responsabilidade indelegável de todas as posições de chefia nas empresas (não vale dizer que é o RH que deve zelar pelo seu cumprimento!). Segundo ela (e eu endosso totalmente), cabe aos chefões não “fazer vista grossa para estas regras”.

 

1 – Premiar quem merece: o prêmio deve vir do atingimento de resultados, sem preferências pessoais e sem subjetividades. O prêmio deve ser sempre proporcional aos resultados atingidos e deve privilegiar trabalhos em equipes, mais que individuais. Um prêmio pode ser uma recompensa, algo tangível e material como dinheiro, uma viagem, ações, etc., mas pode ser também um reconhecimento, algo mais sutil, como por exemplo, num elogio, uma distinção. São dois “salários”: o material e o psicológico, que devem estar sempre bem equilibrados. As celebrações, ainda pouco praticadas nas empresas, reconhecem esforços extras, dedicação excepcionais, num saudável  “reforço positivo” que energiza as pessoas.

 

2 – Situações iguais devem ser tratadas de forma igual; situações diferentes devem ter tratamento diferente:  problemas surgem  quando damos tratamentos diferentes a situações iguais ou damos tratamento igual a situações diferentes. Esta forma perpetua a injustiça de “dois pesos, duas medidas”, ou “aos amigos tudo, aos inimigos a lei”. Não aceitar a existência  de privilégios e de privilegiados.

 

3 – Punir ou (permitir que se puna) só com real possibilidade de defesa: todos atos devem ter conseqüências. Ninguém deve ser punido sem que tenha  a possibilidade de expor sua versão e apresentar seus argumentos de defesa. Poder recorrer ao chefe do meu chefe para me defender, sem ficar “na lista negra” é um direito fundamental.Negar isto é promover a injustiça.

 

4 – O líder só permanece em seu cargo se for mais competente que o melhor dos seus liderados: Isto significa promover rodízio de lideranças (situações e projetos diferentes exigem lideres diferentes); para liderar há o pressuposto  de que, numa circunstância específica, ter uma maior sabedoria, experiência, conhecimentos ou informações, legitimando a  posição de liderança.

5 - Permitir o progresso  dos mais talentosos (ou daqueles que apresentarem mais e melhores resultados): os líderes devem cuidar para que um aparente maravilhoso resultado no curto prazo não esteja comprometendo os resultados a médio/ longo prazo. A contribuição aos projetos deve levar em conta a integração de três fatores:

•    Quanto isto contribuiu para os resultados de negócio?
•    Quanto isto contribuiu para o clima interno da empresa?
•    Quanto isto contribuiu para a inovação e a flexibilidade?

6 - Tratar bem subordinadas e pares: o líder que promove a justiça deve ter “tolerância zero” para pessoas  (quem quer que sejam) que de alguma forma maltratem  os outros. Todos os tipos de discriminação, de assédio, de fornecimento de informações errôneas, de sabotagem, de omissão, de humilhação (tipo chefes que gritam com seus subordinados) são profundas injustiças.

7 - Ouvir e aceitar idéias: um estilo de gestão aberto e participativo leva a um comprometimento de todos, além de tornar o ambiente mais descontraído e incentivador ao desempenho. Permitir que as pessoas se expressem promove um senso de participação e justiça. Nada fica calado!

 

Ver Todos os Artigos

SOLICITE ATENDIMENTO


captcha