+55 (11) 5183-5187  ou  5183-5096

contato@boog.com.br

DAR E RECEBER:
COMO OBTER DESEMPENHO E COMPROMETIMENTO

Gustavo G. Boog

O terapeuta alemão Bert Hellinger, criador das constelações familiares e organizacionais, define três condições essenciais para que haja equilíbrio e harmonia nas relações. Uma delas é o fluxo entre o dar e oreceber. Em nossa vida em comunidade, quer seja na família, no casamento, com amigos ou no trabalho, é clássico o conflito entre o interesse individual e o coletivo.


É uma constante nas organizações a busca da unidade, do trabalho em equipe e da integração entre pessoas e áreas, que deve resultar na atenção, no foco e no encantamento aos clientes. Esta busca se completa quando há um equilíbrio entre o dar e o receber. Mas entre a intenção anunciada e a prática concreta há um enorme fosso, pois em muitos casos os “recados” que são passados às pessoas pelos líderes são de incentivos aos benefícios individuais e ao imediatismo. Os sistemas de reconhecimento e recompensa tendem a valorizar o conformismo, o ajuste ao status quo e a busca de resultados de curto prazo. As pessoas justificam seus comportamentos individualistas com “eu preciso deste emprego” e a atitude “isto não é comigo” é muito mais freqüente que podemos imaginar.

Nos Workshops “Relacionamentos” conduzidos pela nossa consultoria, cada participante se apresenta e declara “o que eu gostaria de dar mais em meus relacionamentos? e de receber mais?”. Algumas respostas típicas são:
•    Quero dar mais dedicação, uso de meus conhecimentos e motivação. Muitas vezes faltam as oportunidades para tanto
•    Quero receber mais e dar mais tempo e atenção às pessoas com as quais me relaciono
•    Quero me comprometer mais e receber mais comprometimento com aquilo que foi combinado e prometido
•    Quero reconhecer mais as realizações dos outros e ser reconhecido pelos meus resultados e dedicação

Chama a atenção à paridade entre o dar e receber. As pessoas reconhecem que aquilo que não dão também não recebem. Elas querem de seus relacionamentos algumas qualidades, todas ligadas ao dar e receber:
•    Flexibilidade
•    Compreensão (ao que é e não ao que parece ser ou que gostaria que fosse)
•    Diálogo
•    Limites
•    Respeito
•    Ouvir
•    Aceitar
•    Comprometimento
•    Sinceridade
•    Empatia
•    Identificar e corrigir falhas

A motivação, por exemplo, para o trabalho em equipe e para um excelente desempenho vem do equilíbrio entre o dar e o receber:

Numa relação profissional, se minha percepção é que “eu dou muito e recebo pouco”, ocorrem duas alternativas:
•    Eu mantenho (e até melhoro) meu desempenho se há expectativa razoável de que receberei mais no futuro. É o sacrifício do “hoje” na esperança de um “amanhã” melhor. Esta não pode ser uma estratégia de adiamento por parte das chefias!
•    Eu diminuo o meu “dar” para estar equilibrado com o que “recebo”. Este é o quadro clássico da desmotivação, que muitas vezes leva à depressão.

Relacionamentos equilibrados exigem um equilíbrio entre dar e receber. Em todas nossas relações. Disto resultam o desempenho e o comprometimento. Cabe a cada um de nós efetuar esta construção.

Ver Todos os Artigos

SOLICITE ATENDIMENTO


captcha