+55 (11) 5183-5187  ou  5183-5096

contato@boog.com.br

COACHING, COUNSELING E CONSTELAÇÕES:
O QUE ISTO TEM A VER COMIGO?

Gustavo G. Boog

Coaching. Counseling. Mentoring. Consultoria de Carreira. Terapia. Personal Trainer Emocional.

No mercado há uma profusão (confusão) de termos que no fundo designam um serviço de apoio que cada vez mais vem se tornando imprescindível no mundo organizacional: apoio individual nas decisões, para apoiar situações como:

•    Sei que preciso mudar meu estilo de liderança, mas não consigo!
•    Tenho pouca paciência em ficar ouvindo os outros. Tenho um “pavio muito curto”!
•    Tenho muitos conflitos em meus relacionamentos
•    Não me sinto suficientemente valorizado naquilo que faço
•    Não consigo me entender com meu chefe
•    Meus subordinados não me aceitam
•    Nas reuniões que participo tenho muitas divergências com meus colegas
•    Nada do que faço dá certo!
•    Não consigo parar em emprego algum
•    Eu me entusiasmo facilmente, mas perco minha motivação muito rápido
•    Devo ou não aceitar um convite para um novo emprego?
•    Perdi minha perspectiva de carreira nesta empresa
•    Como resolver os conflitos entre pessoal da família e pessoal profissional?
•    Estou num “enrosco” entre aspectos familiares e empresariais
•    Devemos admitir o noivo da secretária como gerente na nossa empresa?
•    Uma sócia quer que seu marido seja diretor em nossa empresa. Devemos aceitar?

Nos caminhos da vida profissional e pessoal surgem dúvidas sobre o que fazer, que alternativa escolher, que decisão tomar. Neste caminho há pedras, espinhos, flores, assaltantes, pousadas tranqüilas, espeluncas, encruzilhadas, subidas e descidas, abismos, becos sem saída. Nestes momentos as pessoas precisam de apoio, pois a decisão a tomar em geral tem aspectos positivos e negativos, causando desconforto, quer por um problema não resolvido, por uma situação estressante, pela vontade de acertar com a melhor decisão possível naquele momento. Surgem dúvidas se o caminho que percorremos está correto, se os objetivos pelos quais tanto batalhamos realmente valem o custo que estamos pagando.

Este processo de apoio que denominamos PPD – Projeto Pessoal de Desenvolvimento é um counseling, conduzido por um consultor externo, que ajuda a ver a decisão a tomar num contexto mais amplo e mais claro, que ajuda a pesar os custos e benefícios de cada alternativa. O PPD é dirigido a todos os tipos de profissionais, quer estejam em posições de liderança ou não. Este processo é diferente do coaching, que é feito pelo chefe imediato. O PPD não é terapia, na medida em que está focado no presente e nas alternativas de decisão. É claro que todos nós somos influenciados por acontecimentos do passado, e é comum que no PPD, em alguma fase, seja indicada uma complementação terapêutica.

Às vezes a pessoa pode resolver esta situação por si só, mas sempre ficam as dúvidas: tomei a melhor decisão? levei em conta todos os aspectos? fui inovador em minha decisão ou simplesmente repeti meus padrões? Aí o consultor pode ajudar e apoiar, com sua experiência. Pessoas que ocupam posições de liderança em geral sofrem com a “solidão executiva”, não tendo com quem trocar idéias e falar de suas dúvidas. E, de fato, no competitivo ambiente de tantas empresas, “abrir o coração” pode ser perigoso. E se abrir para alguém que esteja por fora do contexto pode ser um desabafo, mas em geral é inócuo.

A pessoa que deve tomar uma decisão não quer ouvir do outro: “se eu fosse você faria isto!”. Pelo contrário, cada pessoa quer ser totalmente responsável por suas decisões, colhendo os benefícios e pagando os custos de suas escolhas.

Bert Hellinger desenvolveu a abordagem das “constelações sistêmicas”, nas modalidades “familiar” e “organizacional”, visando resolver “emaranhados” nos relacionamentos e colocar ordem no sistema. No PPD a abordagem das constelações traz uma contribuição imensa, por seu poder de diagnosticar e solucionar de forma imediata e direta. O PPD acontece nos seguintes passos:
•    Qual é a questão, qual é a meta? – este é o primeiro e decisivo passo para que o PPD seja bem sucedido. Esta definição deve ser positiva, clara e cristalina e registrada. Aí começa a primeira contribuição do PPD, que é a definição do foco e das fronteiras do que se pretende resolver. Incluem-se aí as perguntas: como você saberá que seu objetivo foi atingido?, qual o custo e conseqüências para você ao ter sua meta atingida? como os outros vão reagir?
•    Montar um quadro da situação atual: aí existem diversas possibilidades, como a identificação das formas de atuação da pessoa, seus estilos prediletos ou posicionar/ explorar símbolos que representem as pessoas, elementos ou etapas presentes na situação.
•    Visualizar o quadro com a situação futura: posicionar/ explorar símbolos que representem as pessoas ou elementos com a meta alcançada.
•    Qual é o próximo passo concreto para ir em direção à meta? -  definição do primeiro e possíveis passos seguintes

O PPD pode trazer principalmente esclarecimentos às questões e criar as condições para que a pessoa possa tomar decisões e caminhar por conta própria para as soluções.

Ver Todos os Artigos

SOLICITE ATENDIMENTO


captcha