+55 (11) 5183-5187  ou  5183-5096

contato@boog.com.br

A CAPACIDADE DE RESILIÊNCIA

(como você está lidando com seus problemas?)

Hélio Machado e Gustavo G. Boog (*)

Que sentimentos você nutre pelo seu superior imediato quando ele adota com você práticas de liderança com as quais não concorda? Como você tem suportado o nível de pressão de trabalho, tão comum nos dias de hoje? E as mudanças? Você tem conseguido encará-las como um fato do mundo moderno, ou tem tentado descobrir forma de controlar tudo que acontece a sua volta?

Esses fenômenos acima são para algumas pessoas exemplos de adversidades com as quais tem dificuldade de lidar. Para outros, nem tanto, embora até possam os perceber como dissabores e contrariedades a interesses pessoais.

A resiliência nos ajuda a lidar com ambientes de trabalho em processo de intensas de mudanças; a lidar com pressões exageradas no trabalho; a lidar com perfis de superiores imediatos autoritários; a lidar com conflitos de interesses entre as diversas áreas funcionais da organização; a lidar com subordinados difíceis; a lidar com partes interessadas sobre as quais não temos poder de mando; a lidar com obrigações profissionais com as quais não nos identificamos, etc…, etc…, etc…

Reflita sobre quanto mexeu com você o último problema sério que você viveu: causando-lhe desgastes  emocionais significativos; rondando seus pensamentos por longo tempo; alterando o seu comportamento para consigo mesmo ou para com outras pessoas, e assim por diante. Numa escala de 1 a 9, sendo 1 o valor de menor intensidade e 9 o de maior intensidade, avalie e pontue a situação.

Proceda de forma idêntica e avalie também o penúltimo e o antepenúltimo problemas .

Se a média das avaliações for igual ou menor que 4, parabéns, você demonstra estar sendo capaz de suportar e superar bem as adversidades da vida. Você está se mostrando uma pessoa resiliente. Se as avaliações forem iguais ou superiores a 5, pare e reflita sobre o como a maneira que você está lidando com  seus problemas está afetando  sua qualidade de vida .

Problemas e adversidades ocorrem em todas áreas de nossas vidas, familiar, social e profissional e até mesmo existencial. São acontecimentos que nos afetam psicologicamente, sejam eles de baixo ou alto impacto, de pouca freqüência ou recorrentes. São fenômenos naturais que se por um lado não podemos controlar suas causas, sua solução depende integralmente da forma como os percebemos e do como com eles lidamos.

Como quaisquer outras pessoas, pessoas resilientes são também  afetadas pelas adversidades . Entretanto , não se alimentam delas para viver, ao contrário, fazem delas trampolins para o seu crescimento pessoal e para alcançar novos estágios de felicidade e bem estar com a vida.

Pessoas resilientes são  pessoas que  lidam com problemas com positividade e com energia para dar a volta por cima. Não são pessoas melhores nem piores que as demais, mas simplesmente acreditam em si próprias e preferem concentrar sua vida na metade cheia do copo. Não vivem em estado defensivo como querendo controlar a ocorrência dos fatos e das situações difíceis por que passam, nem tampouco fingem não perceber que elas existem, mas simplesmente as encaram de frente quanto estas aparecem e as resolvem com a prontidão necessária.

São pessoas que apontam seu farol interior sempre para frente, a procura de novos desafios, descobertas e novas oportunidades de manterem-se felizes em sua caminhada. Do passado,  aproveitam tudo sim, mas apenas como boas lembranças e como experiências que lhes impulsionam a seguirem em frente.

Vêem as pedras em seu caminho do tamanho que realmente são, e não aumentadas  como muitas vezes as lentes de nossa imaginação costumam nos apresentar. Concentram sua atenção no que tem de ser feito para superar o que lhes aflige, sem ficarem remoendo as conseqüências daquilo que estão vivendo.

Procuram não se fazer de vítimas, evitando aumentar o tamanho do problema e a tendência de imaginar que as adversidades da vida só acontecem com elas.

Usam bem sua razão para delinear soluções concretas e eficazes; exercitam sua intuição para encontrar soluções novas, quando a razão porventura não lhes mostra o caminho; e agem,  agem sempre e sem esperar que o acaso resolva os problemas por elas.

Veja o que a American Psychological Association sugere que façamos para aumentar nossa resiliência:

1. Estreitar os laços afetivos: indivíduos resilientes têm uma ótima relação com a família e com os amigos. Saber onde buscar ajuda e amparar quem precisa é uma das maneiras de desenvolver essa competência. Ser religioso ou participar de organizações sociais também ajuda.

 

2. Evitar encarar as crises como problemas sem solução: não se pode evitar que situações traumáticas aconteçam, mas podemos mudar a forma de interpretar esses traumas e responder a eles.

 

3. Aceitar que a mudança faz parte da vida: entender que algumas circunstâncias simplesmente não mudam pode ajudar-nos a focar aquilo que pode ser modificado.

 

4. Perseguir nossos objetivos: fazer planos e metas que nos ajudem a alcançar nossos sonhos.

 

5. Tomar decisões práticas: não ficar parado diante dos problemas e nem achar que eles desaparecem da noite para o dia.

 

6. Aproveitar as oportunidades de auto-conhecimento: sempre se pode aprender com as situações dolorosas. Muitas pessoas transformam suas vidas e carreiras depois de tragédias.

 

7. Ter uma visão positiva de si mesmo: confiar na sua capacidade e nos seus instintos para resolver problemas.

 

8. Ter foco no amanhã: mesmo quando se estiver passando por um momento difícil, manter perspectivas de longo prazo.

 

9. A Esperança é a última que morre: tentar visualizar o que se quer, mais do que se preocupar com o que se teme.

 

10. Cuidar de si mesmo: prestar atenção nos seus sentimentos e necessidades. Fazer atividades prazerosas e relaxantes para manter a mente e o corpo sãos, para as horas em que se precisará ser resiliente.

Torne-se mais feliz. Invista no desenvolvimento de sua capacidade de resiliência!

(*) Hélio Machado é Diretor Presidente da MASTER, tem sua carreira pautada em atividades de Diagnóstico, Treinamento e Desenvolvimento Gerencial. Fone (21) 3325-8452, e-mail masterrj@masterdge.com.br

Ver Todos os Artigos

SOLICITE ATENDIMENTO


captcha